PSICOLOGIA

PSICOLOGIA
PSICOLOGA LUCIANA VOOS CRP 06/75105

Pesquisar este blog

segunda-feira, 20 de junho de 2011

O medo da onda....




Muitas pessoas acreditam que os psicólogos tem controle de tudo nessa vida, não choram, não sofrem, não surtam. É claro que todo bom psicólogo precisa buscar sanidade mental para poder ajudar os outros contudo somos humanos.

Estava pensando na questão do controle. Como sonhamos em controlar tudo o que vemos, tudo o que passa por nossa vida. Acreditamos que assim seremos felizes e nunca nos magoaremos.

Mas sabe, as vezes você esta num lugar perfeito, onde tudo é maravilhoso mas algo acontece dentro de você. Muitas dessas vezes não sabemos nem o que é... ás vezes á algo que a gente explica, medos advindos da sua historia, insatisfações, culpas, inseguranças. Mas a cada dia que passa estou mais convicta de que exista algo maior acontecendo que nossa pequena mente ainda não é capaz de ver.

Um dia achei que tinha encontrado algo que há muitos anos eu buscava. Era um sentimento de que algo maior estava comigo e que tudo o que eu passava valia a pena. So consegui encontrar num dia de tristeza em que encontrei um anjo maravilhoso que me mostrou onde poderia ter as experiencias que procurava.
Daquele dia em diante acreditei que tudo o que passei não me afetaria mais, que estava segura, que finalmente havia encontrado meu porto seguro naquele lugar, junto aquelas experiencias. Então fui me deixando levar, seguindo meu coração, fazendo coisas que se parasse para ter controle de tudo talvez nunca fizesse... Mas toda escolha tem seu preço, toda coragem tem seu mérito... Quando tive a coragem de me entregar ao meu coração, estava tranquila pois eu já sabia que para encontrar a segurança do Self, precisaria perder o controle do Ego, so não sabia como era tão dificil fazer isso na prática.

Era como se eu estivesse á beira de uma praia linda, maravilhosa mas ainda assim não me sentindo tão bem. Na doce ilusão de que tudo estava sob meu controle, me permiti entrar em ondas pequenas. Para a minha surpresa, as pequenas e inofensivas ondas me derrubaram, me fizeram girar sem direção. Eu so me preocupava com minha roupa, não podia deixar que me vissem daquela forma, caída, arrastada por uma onda tão insignificante... Eu me afogando e ainda pensando no que os outros iam pensar. Como temos a capacidade de nos abandonar até em horas de desespero. O pior de tudo é que esperava uma ajuda mas parecia que ninguém estava lá, ninguém se importava. Encontrei no máximo alguns risos escondidos... Precisei levantar sozinha, depois de engolir muita agua, da roupa estar toda desajustada, o cabelo cheio de areia, envergonhada e assustada. Me recompus da forma que consegui e desejei de todo o meu coração estar longe dali, dentro de um buraco de preferencia. So agora percebo que naquele dia alguem me disse que minha vida ia virar de cabeça para baixo. Que a partir do momento em que eu escolhi entregar minha vida ao universo, ele faria de mim o que deveria ser feito. Custe o que custar.

Nunca imaginei que quando soltasse as rédeas, tudo embolaria, tudo se tornaria confuso e doloroso. E agora passo pelo mais corajoso e desafiador momento de minha vida, vendo as coisas acontecerem fora do meu controle e precisando desesperadamente não perder a confiança. Estar ali, debaixo dágua, sem controle, engolindo agua, sendo arrastada e ao invés de lutar contra a maré, me soltar, me entregar ao balanço das água e apenas confiar torcendo para que a onde me leve de volta para a areia, sã e salva...

Mas quem tem a coragem de confiar na imensidão do mar? Será que mais cedo ou mais tarde não teremos que fazer isso... se entregar definitivamente? Afinal de contas, o que é a morte senão a total falta de controle do Ego, uma total entrega!!! Passar por essas experiencias com certeza me torna mais humana e empática.

Dizem que o universo sempre conspira a favor dos homens de bem. Mesmo quando tudo estiver confuso, confie, entregue... lembre que o fato de você se sentir desprotegido, mesmo quando não se sente visto ou entendido, não significa que está sozinho. Nem sempre as ondas nos derrubam para nos destruir. Ótima semana a todos!


Bjus, Bjus


Nenhum comentário:

Postar um comentário