PSICOLOGIA

PSICOLOGIA
PSICOLOGA LUCIANA VOOS CRP 06/75105

Pesquisar este blog

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

O que dificulta nossas escolhas amorosas....




Estive pensando sobre como fazer escolhas amorosas... Muitas vezes achamos que estamos fazendo a escolha certa e muita coisa dá errado no meio do caminho, por que será?

Ha pensamentos que dizem que não é real a idéia de que tudo o que escolhemos é regido pelo nosso intelecto. Somos livres para fazer nossas escolhas mas não totalmente livres como imaginamos... Não da pra fazer boas escolhas só confiando no racional ou na força de vontade...

Há escolhas que fazemos que são diretamente influenciadas por partes nossas que não conhecemos... nosso cerebro tem dois lados: um da racionalidade, do logico e outro das imagens, fantasias... A razão olha pra uma escolha e avalia suas vantagens, os pros e os contras... o outro lado da mente fantasia, olha com os sentimentos;
Sabe aquela musica que parece que foi escrita pra voce, que descreve seus sentimentos, sua solidao... é o lado direito do cerebro que rege e muitas vezes esse lado define nossas escolhas..

Voce sabe que tua razão não ta agindo como deveria quando procura soluçoes mágicas para suas dificuldades amorosas ou quando cria fantasias e as confunde com a realidade. Esses dois lados da mente não devem agir separados (e não agem). Simplificando, é como se um lado fantasiasse e o outro comparasse a fantasia com a realidade para ver se bate.

Muitas vezes, na prática, isso não funciona bem: por nossos medos e fantasias, nossa razão pode:
- deixar de filtrar as imagens que fazemos e acabamos fantasiando muito; então ficamos esperando que alguem nos complete de forma mágica, ou
- a razão mede, pesa, disseca, filtra demais cada palavra, cada ponto de exclamacao, cada ação do outro, perde a percepção dos seus sentimentos e do sentimento do outro.

Quando não conhecemos bem como nossa mente funciona e não aprendemos a lidar com o racional e o emocional juntos, tendemos a fazer escolhas como criança... carente, egocentrico, fantasiando maneiras de compensar todas nossos fracassos...se o outro não nos satisfaz ja desistimos, nos frustramos... Não conseguimos nem perceber o outro. Então voce acha que ta fazendo tudo certo mas ta a kilometros do outro e nem percebe... pior, muitas vezes está a kilometros de voce mesmo....

Precisamos ouvir nossa razão sem ser racional demais, não precisa analisar tudo; viva, sinta, se permita conviver com as pessoas pra ver se dá liga com o outro, pra ver como se sente, pra perceber o outro, a realidade... Mas também precisamos ouvir nossa intuição, nossos insights... sabe quando dá aquela luz que não sabemos de onde vem? É a intuição...
Voce pode escolher a pessoa "perfeita" (se é que existe isso!!!!) mas depois pode acabar percebendo, muitas vezes, que essa pessoa faz com que voce se sinta mal perto dela... Ouça quando uma voz interior disser: calma...cuidado... Não tente transformar alguém em quem voce quer... conviva, conheça e se deixe conhecer... se a pessoa ficar com voce... bem, se não ficar, bem também... Melhor do que ficar por algo que não exista... e ir embora depois ou viver relacionamentos neuróticos para o resto da vida. Use sua intuição, se permita fantasiar, mas caminhe sempre com os pés no chão...

"Não se preocupe, não se apresse em achar o que é teu... aquilo que voce procura também está procurando por voce..."


baseado no livro Assedio por Sedução de Roberto Bo.
foto da net . site reacao sucesso

Nenhum comentário:

Postar um comentário