PSICOLOGIA

PSICOLOGIA
PSICOLOGA LUCIANA VOOS CRP 06/75105

Pesquisar este blog

segunda-feira, 7 de março de 2016

Mulher



Somos mulheres.

Temos sentimentos de mulher, comportamentos de mulher... hormonios de mulher.
Nascemos guerreira e princesa ao mesmo tempo. Precisamos sempre descobrir meios de viver a luta da forte e decidida guerreira, as vezes a indefesa e doce princesa...

Tive um pai heroi que desejei que me protegesse e me ensinasse a escolher companheiros que me respeitassem e amassem da forma que mereço.
Tive irmãos mais velhos que foram referencias de lealdade e presença. Sabia que sempre que me sentisse sozinha e em apuros eles estariam ali para me proteger.
Tive irmãs mais velhas que foram referencia de sensualidade, felicidade, risos largos pela casa, cuidado comigo e com nosso lar, mulheres fortes e sensiveis.
Tive irmãs mais novas que me admiravam, me idolatravam, que contavam comigo para aprender coisas novas, que faziam tranças para ficarem iguais a mim.
Tive uma mãe amorosa, presente, com palavras sábias e um olhar penetrante e acolhedor o tempo todo. Ela sabia ser brava e colocar limites com destreza e muita sabedoria. Era guerreira, harmonizava a casa, acalentava o marido em seus momentos mais dificeis, intermediava brigas de irmãos levando os a resolveram sempre com respeito e amor um pelo outro. Sua comida cheirava longe, seus lençois eram perfumados e macios. Quando choravamos percebiamos que, caso ele pudesse, faria qualquer coisa para nos tirar essa dor.
Quando adolescentes conhecemos garotos cheios de vida, que nos tratam com carinho e respeito, que nos admiram e elogiam; que nos fazem rir e nos acolhem quando choramos.
Crescemos um pouco mais e conhecemos homens bons, de coração grande, incapazes de nos magoar (pelo menos não de propósito), de nos ferir, protetores e amorosos. Homens que sabem se posicionar, que sabem o que querem, que esperam de nós atitude e poder e sabem nos respeitar em nossos limites, acolher nossos sentimentos, que não se abalam com nossas alterações de humor na TPM, que não se deixam desrespeitar e que de forma alguma tiram proveito de nossas fragilidades. Homens que sabem que não precisam exercer poder sobre nós para nos ter. Sabem que o valor que eles tem como guerreiros honrados é o suficiente para que possamos ama los eternamente e desejar cuidar e crescer junto com eles. Eles se tornam nossos maridos e finalmente podemos sair de nosso ninho de proteção familiar para amar e cuidar de um homem que nasceu para ser feliz.
Somos mulheres que odeiam celulites mas que no fundo sabemos que temos um grande e profundo amor pelo nosso corpo e que este precisa ser intensamente amado e cuidado. Não da tempo para cuidar do que é meramente superficial. Precisamos viver, ser, sentir... precisamos cuidar, amar, reclamar, chorar, lutar, falar, falar, falar.....
Somos mulheres que erram, que se arrependem, que lutam para ser melhor, que muda o mundo para manter os que ama protegidos e profundamente amados. 

Sim, somos mulheres... mesmo que tudo isso descrito acima não tenha acontecido comigo ou com voce, tudo isso está em nossa alma. Mesmo que eu não tenha pais, irmãos para me proteger e amar, sei o que é o amor e lutarei por ele ate o fim.
Nós mulheres conquistamos direitos iguais. DIREITOS! Se um homem corta um limão por 10 reais, eu quero ganhar 10 reais para cortar um limão. Isso não quer dizer que queremos ser iguais a eles. Seremos sempre mulheres e queremos ser amadas como mulheres.

Feliz dia Internacional das Mulheres.... não quero premio nem diferenciação. Quero somente contemplar a vivencia infinita nesse universo unico, profundo, amoroso, sensual e maluco que é ser Mulher.


Luciana Voos


Nenhum comentário:

Postar um comentário